Uma breve história de uma paixão

Em 2015, motivado por uma curiosidade sobre uma técnica de panificação, nasceu a ArtPan.

Cresci em Blumenau (SC) vendo minha mãe fazer pães que alimentariam nossa família. Sem nunca ousar reproduzir sua receita, lembro de cada passo, como se assistisse a um tutorial.

Para crescer e levar ao forno, era necessário que a massa estivesse em uma forma retangular. Isso dava ao pão a estrutura para crescer na vertical, já que era uma massa de consistência mole.

Anos mais tarde, estive na Argentina, com um grupo de amigos. Em Buenos Aires, jantamos no El Baqueano. Assim que chegamos, serviram a nós alguns pães em formatos pequenos e redondos. Havia sabores diferentes e, dentre eles, o de beterraba, outro de alho e um terceiro somente de trigo. Foi sucesso entre todos da mesa.

Em minha conversa com o chef, pedi as receitas. No dia seguinte eu estava na cozinha como ajudante do padeiro.

Nasceu naquele momento a paixão pela panificação e uma curiosidade que só aumenta para mim e todos da ArtPan.

Em nossa panificadora, aderimos à filosofia: “Que o teu alimento seja o teu medicamento” (Hipócrates, 460-377 a.C.).

A idéia de um alimento saudável e com propriedades que possam curar ou facilitar a cura de nossas enfermidades é hoje também um de nossos objetivos.